25 junho 2007

É uma espécie de corrente

Em estado de graça e no começo das férias depois de um ano em que meses como Janeiro, metade de Fevereiro e Maio parece que não existiram, a minha estante quase não se mexe - os livros lá estão alinhados, muito quietos, pacíficos. A minha relação com eles é, provisoriamente, ideal, platónica.

Há uns meses descobri o Miguel Torga. Li a "Criação do Mundo", que no fundo é a vida do autor contada em cinco dias: a criação é a criação do seu mundo, do ser que o habita, e em cinco dias vão-se contando histórias de S. Martinho de Anta, do Brasil, de Coimbra... Não fosse o meu périplo pelo Saramago ainda a meio, tinha já satisfeito a curiosidade que ficou depois de ler a "Criação do Mundo".

Recentemente, li "Levantado do Chão", de José Saramago. É Saramago avançado, como eu costumo dizer, mas não é difícil de ler sobretudo depois de se passar pelo "Ensaio Sobre a Cegueira" e o "Evangelho Segundo Jesus Cristo". "Levantado do Chão" é um livro sobre o Alentejo, sobre as gentes do Alentejo, sobre o latifúndio, o trabalho na terra, o sofrimento do povo trabalhador, mas gira sobretudo à volta de uma família e de tudo o que lhe acontece. É por vezes muito forte nas imagens e relatos.

Na minha estante está também "O Arco do Triunfo", de Erich Maria Remarque. Em Paris, vésperas da Segunda Guerra, Ravic (nome falso) é checo, trabalha como médico numa clínica, é clandestino e vive durante a noite, mas sempre com medo de ser apanhado e repatriado. São sobretudo comoventes as imagens dos quartos por onde Ravic vai passando, os monólogos que tem consigo mesmo, a vida desolada e quase sem sentido, e a paixão por Joan Madou...

Na minha mesinha de cabeceira está sempre o Eugénio de Andrade, ou o Eça, e o Calvin...
Obrigado ao CBS pelo desafio, e desculpas pela distracção.

8 comentários:

Susana A. disse...

gosto tanto tanto do Eça, e do Eugénio e do Calvin :)
e dei o nome de Saramago ao meu gato :D por causa do muito que gostei do "Memorial do Convento".

ah e o que eu gostei deste poema aqui em baixo ....

Nuno disse...

: ) fazem-me sempre companhia, e há tanto para ler deles...

e olha que dar o nome de saramago ao teu gato foi uma grande ideia! gostei...há tanto mau nome por aí que até arrepia :P

cbs disse...

Claro!... nem te ocorria que o "Nuno" eras tu, lol
és tão modesto e distraido, quanto excelente.
obrigado Nuno

Nuno disse...

isso nao vale :P

[]

Filipe Oliveira disse...

Olá Nuno.
Vejo q andaste a trabalhar no blog, que tal colocar uma música para dar um ambiente a quem te visita?

Anónimo disse...

Nuno,

sei que as estantes do Rogil estão vazias mas a poesia paira no ar como tu tão bem sabes.
Aparece por favor....

Nuno disse...

:) e sei... e vou aparecer! :)

mjrola disse...

talvez essa veia poética te venha da tia do rogil, acredita...